ALIMENTAÇÃO

Um animal bem alimentado é um amigo feliz. Forneça alimentos apropriados, de acordo com a espécie e a idade do animal.

Deixe sempre água fresca para seu cão, longe do sol. Evite dar restos de comida, pois só a ração tem os nutrientes de que seu cão precisa em uma dosagem equilibrada. A ração não precisa ser misturada com água, leite nem comida. Para saber a quantidade certa, confira na embalagem da ração. Em todos os casos, não deixe a ração disponível por mais de uma hora, mesmo que o cão não tenha comido tudo. Se o cão não quiser comer, retire a comida, mas leve-o ao veterinário caso ele recuse três refeições seguidas.

HIGIÊNE

Escove o pelo do seu cão diariamente. Nos casos dos cães de pelo longo, considere tosá-los, principalmente no verão. Dê banhos apenas quando ele estiver sujo, pois banho em excesso pode ressecar sua pele e pelagem. Use sempre produtos próprios para cães, de preferência com cheiro suave, pois o odor forte incomoda e prejudica o faro dos peludos.

E lembre-se: todo proprietário deve recolher as fezes de seu animal nas ruas, nas calçadas e nos parques. É uma atitude de cidadania e obrigatória por lei.

BRINCADEIRAS

Seu amigo também precisa ir ao médico. Ao desmamar, ele deve visitar o médico veterinário para desverminar e receber as vacinas. Os filhotes devem ser vacinados com 2, 3 e 4 meses de idade, e os adultos anualmente, com vacina contra a raiva e doenças próprias da espécie. Providencie a vermifugação do seu animal seguindo as orientações veterinárias a esse respeito. E não se esqueça de levá-lo para fazer exercícios.

ATIVIDADES FÍSICAS

Durante o passeio, utilize sempre coleira e guia. É segurança para o animal e para as pessoas. Se o animal for bravo, utilize também a focinheira e evite agressões.

Lembre-se de que a forma como seu cão se comporta interfere na maneira como as outras pessoas acabam vendo os cães em geral. Passeie sempre no início da manhã ou no fim da tarde para que seu cãozinho não sofra com o calor excessivo.

CASTRAÇÃO

O animal castrado vive melhor e fica mais dócil. Todo proprietário pode levar seu animal para castração, seja ele macho ou fêmea, de raça ou não. Assim, você contribui para diminuir a superpopulação de animais na cidade.

Uma ninhada gera de 6 a 10 cachorros, em média. O que você pretende fazer com todos esses filhotes? Para evitar abandono e maus-tratos na rua, castre sua cadelinha! Além de evitar a gravidez indesejável, a castração evita a gravidez psicológica e reduz os riscos de alguns tumores. Nos machos, ela evita fugas, demarcação de território (ou seja, xixi nos seus móveis), tumores e agressividade por excitação sexual.

COLEIRA E IDENTIFICAÇÃO

Mesmo que seu cão nunca saia de casa, coloque uma plaquinha em sua coleira com o nome e seu telefone, incluindo DDD. Isso é muito, MUITO importante! Mesmo os cães mais caseiros podem ficar assustados com barulhos e fugir sem rumo pelas ruas. Também há outras maneiras de identificar seu cãozinho, como microchip ou coleiras com GPS.

VIAGEM

Cães não devem ficar períodos longos sozinhos. Além disso, ele pode ser um ótimo companheiro de viagem. Antes de viajar, verifique se o hotel aceita animais e, principalmente, mantenha seu cão disciplinado. Muitos estabelecimentos não aceitam animais porque tiveram experiências ruins com donos mal-educados. Este post explica o que fazer caso você precise viajar sem seu cão.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s